post

Tudo sobre o Campeonato Gaúcho de Futebol Feminino 2018

Na tarde desta segunda feira, 16 de Abril, ocorreu na sede da Federação Gaúcha de Futebol o congresso técnico referente ao Campeonato Estadual de Futebol Feminino 2018 – série A.

Na reunião, estiveram presentes os representantes de 12 equipes de um total de 14 que participarão desta edição. A novidade foi a presença da equipe do Brasil de Farroupilha que participará pela primeira vez do estadual.

Foi definida a fórmula do campeonato, as regras de transferência de atletas para este ano, juntamente com as responsabilidades que cada equipe terá que arcar ao longo da competição.

As equipes participantes desta edição são: Internacional, Grêmio, Oriente, Black Show, Guarani de Lajeado, Novo Mundo, João Emílio, Sapucaiense, Ijuí, Rio Grande, Estrela, Santaritense, Palestra e Brasil de Farroupilha.

As 14 equipes foram divididas em três grupos:

GRUPO A GRUPO B GRUPO C
Rio Grande

João Emílio

Internacional

Sapucaiense

Brasil de Farroupilha

Palestra

Ijuí

Grêmio

Guarani de Lajeado

Estrela

Oriente

Black Show

Santaritense

Mundo Novo

Para as oitavas de final, se classificam 3 equipes do Grupo A, 3 equipes do Grupo B e 02 do Grupo C, aonde será elaborada a tabela de classificação do 1º lugar ao 8º lugar conforme índice de aproveitamento, afim de definir os confrontos mata mata.

A previsão de início é 22 de Julho e o término em 25 de Novembro.

post

Campeonato Estadual Feminino 2018 Série A

Prezados dirigentes, boa tarde!

Como já são sabedores, à partir deste ano, o RS estará realizando duas competições adultas de futebol feminino, a saber: Série “A“, coordenada pela FGF e série “B”, coordenada pela AGFF. Fato este importante, para a profissionalização do Futebol feminino em nosso Estado.

As equipes que participaram em 2017 do Campeonato Estadual de Futebol Feminino, já estão classificadas automaticamente para a série “A”. No intuito de alinharmos esta “transição”, estamos convocando reunião de Congresso Técnico para que a FGF possa encaminhar suas demandas (calendário de jogos, período de realização e etc…), conhecer os dirigentes/representantes de cada equipe além dos tramites burocráticos necessários para a realização da competição.

Solicito atenção aos informes abaixo:

Assunto: Reunião série “A” – Campeonato Estadual de Futebol Feminino 2018.
Data: 16 de Abril de 2018.
Horário: 14:00.
Local: Federação Gaúcha de Futebol – FGF

Atenciosamente,

Carlos Alberto de Souza – Prof. Neco.

 

post

COMUNICADO ESTADUAL ADULTO 2018

COMUNICADO
Associação Gaúcha de Futebol Feminino (AGFF)
CAMPEONATO GAÚCHO 2018

Como noticiado anteriormente, estamos em fase de transição para as equipes que irão compor a Série A do Campeonato Estadual de Futebol Feminino 2018 que será administrado pela Federação Gaúcha de Futebol (FGF).

No dia 16 de Abril às 14h, será realizada uma reunião com dirigentes destas equipes, AGFF e FGF, onde serão repassadas todas as informações a respeito do campeonato.

Novas equipes devem aguardar a referida reunião para informações sobre o Campeonato Estadual Série B. As equipes que demonstrarem interesse em participar, devem enviar email para associacaogaucha01@gmail.com.

Contamos com a compreensão de todos.

Porto Alegre, 09 de Março de 2018.

post

Dia Internacional das Mulheres

“Quando fica restrita às quatro linhas do futebol, temos um pouco de tempo para relembrar pontos importantes, que talvez passem despercebidos no dia a dia. Ver mulheres nos estádios ou nas ruas com a camisa do seu clube já se tornou comum. Mulheres que a cada ano se interessam ainda mais, buscam seu lugar dentro de campo, na arquibancada, comentam os jogos e não têm medo de gritar um palavrão quando a emoção de um gol explode.

Bem, essas mesmas mulheres continuam escutando que o futebol ainda é um esporte masculino. Que, quando crianças, talvez tenham sido privadas de acompanhar partidas em um estádio, porque ali não era o espaço ideal para elas. São as mesmas mulheres que precisam lidar com a ideia do sexo frágil. Com o preconceito em relação as suas escolhas. Com a necessidade de falar diariamente: eu posso estar onde eu quiser e quando quiser.

Assim então fizeram, as jogadoras Marta, Andressinha e a ex-jogadora Duda. Mulheres que hoje representam o poder feminino num esporte que já abre as portas, mas nem tanto assim. Exemplos que alcançam praticamente todos os segmentos do mundo da bola, cada uma no seu estilo, como toda mulher pode e deve ser.

O que todas elas têm em comum? O amor pelo esporte, a vivência de cada dificuldade, a esperança de um futebol mais inclusivo e a dor do preconceito.

Não esqueçamos do assédio, da erotização feminina por parte até mesmo das instituições que regem o esporte. Também não esqueçamos das mulheres que trabalham com arbitragem e lidam com o peso da dúvida e o discurso de incompetência. Aquelas que apenas esperam uma oportunidade de trabalhar com o que desejam, mas que ainda precisam ouvir o não por não se encaixar nos padrões que a sociedade tanto preza. A essência do futebol é a paixão, a lição é nunca titubear quando precisar dar um chutão pra frente.

Mulheres do mundo, desse país apaixonado pelo futebol, expressem seu amor pelo clube. Acompanhem os jogos no estádio, em casa ou no bar. Joguem bola! Vistam a camisa, batam no peito, gritem a cada gol e vivam.

Vivam o prazer de amar o esporte. Porque já não da mais pra ficar apenas na defensiva, quando temos força o suficiente pra atacar. Vão aparecer zagueiros, volantes e até atacantes bloqueando a nossa passagem, mas nunca se esqueçam: nós sempre poderemos achar o nosso espaço dentro do campo pra marcar o gol.

Mulheres de todo o mundo, feliz Dia da Mulher e comemorem com MUITO futebol.

Trechos do Texto de Larissa Emanuelle via Doentes por Futebol

post

UMA CONQUISTA DE TODAS!

Futebol feminino forte, não se faz apenas dentro de campo. A Associação Gaúcha de Futebol Feminino sempre teve foco no desenvolvimento e fortalecimento da modalidade como um todo.

Planejamento, solidariedade, responsabilidade, foco, humildade e talento sempre foram os ingredientes necessários para o sucesso em relação ao fortalecimento desta modalidade em nosso Estado.

É fato que o futebol feminino no nosso país e, principalmente, no nosso Estado, já é um esporte popular. O Estadual da categoria, ao longo de todos esses anos, apesar do pouco incentivo e visibilidade do esporte, buscou contribuir com o desenvolvimento da modalidade, revelando diversas atletas e dirigentes de destaque no cenário nacional.

Depois de 10 anos organizando o campeonato, a Associação Gaúcha de Futebol Feminino (AGFF) repassa a administração da competição adulta para a Federação Gaúcha de Futebol (FGF).

Estamos muito orgulhosos e realizados pelo reconhecimento que o futebol feminino do RS está tendo.

Uma conquista para ser sempre lembrada!

Saudações,
Presidente Carlos Alberto de Souza – prof. Neco

post

Comunicado Oficial – Competições 2018

A Associação Gaúcha de Futebol Feminino (AGFF) vem através deste Comunicado, esclarecer que a partir do dia 15/02/2018, estará disponibilizando as informações a respeito da inscrição de novas equipes interessadas em participar dos campeonatos estaduais de 2018 organizados pela entidade com a chancela da Federação Gaúcha de Futebol (FGF).

  • Campeonato Estadual Sub-15 – a ser realizado no 1º Semestre;
  • Campeonato Estadual Sub-17 – a ser realizado no 1º Semestre;
  • Campeonato Estadual Adulta – data prevista início: Agosto/2018.
post

CBF ATUALIZA O RANKING NACIONAL DE CLUBES

A Diretoria de Competições da CBF atualizou, nesta sexta-feira (12), o Ranking Nacional de Clubes do Futebol Feminino 2018 (RNC/FF). Lembrando que este ranking segue as novas normas estabelecidas em ofício em anexo, assim como, não leva em consideração os campeonatos estaduais.

São José-SP lidera o ranking com 13.040 pontos. Em seguida no Top 10, vêm Vitória-PE (11.882), São Francisco-BA (11.594), Foz Cataratas-PR (11.326), Ferroviária-SP (10.576), Rio Preto-SP (10.120), Iranduba-AM (9.752), Flamengo-RJ (9.192), Kindermann-SC (9.032) e Santos-SP (8.536).

Além de todos os critérios adotados para elaboração do RNC/FF, a CBF disponibiliza o Ranking Nacional das Federações, juntamente com o Ranking Nacional dos Clubes completo, com 82 times do futebol feminino. Os documentos estão nos anexos, no fim deste texto.

ANEXOS

AGRADECIMENTOS

A Associação Gaúcha de Futebol Feminino (AGFF), em nome de seu presidente Carlos Alberto de Souza – prof. Neco, agradece a todas as equipes que disputaram o Campeonato Estadual de Futebol Feminino 2017, que apesar das dificuldades conseguiram viabilizar o sonho de muitas jovens jogadoras e por fazerem parte de um momento tão importante para o desenvolvimento da modalidade no Rio Grande do Sul.

Agradecemos também a dedicação, empenho e profissionalismo de todas as pessoas envolvidas na organização e realização do Campeonato, incluindo imprensa, colaboradores locais e demais que foram decisivos para realizarmos um evento de qualidade e sucesso.

O último agradecimento vai para todos os atletas, técnicos e dirigentes, cuja participação, contribuição e fair play foram primordiais para que tivéssemos conseguido realizar um evento de excelência.

Por fim, acho que todos saímos mais fortalecidos nas relações, nos aspectos técnicos e táticos, mas principalmente no aprendizado individual de nossas vidas. Vida longa ao Futebol Feminino do Rio Grande do Sul!

Internacional é Campeão Estadual de Futebol Feminino 2017

 

O Internacional é campeão gaúcho de futebol feminino. Na tarde deste sábado, dia 9, diante de cerca de 5 mil pessoas no Beira-Rio, as gurias coloradas venceram o Grêmio na decisão por pênaltis, por 2 a 1, após vitória por 3 a 1 no tempo normal. O destaque da conquista foi a goleira Fernanda Delazere, que entrou no jogo justamente para as penalidades e defendeu três cobranças.

Como havia vencido o jogo de ida por 2 a 0, em Eldorado do Sul, o Grêmio jogava por um empate para ser campeão. E ainda abriu o placar na decisão com Karina. Mas o Inter conseguiu a virada ainda no primeiro tempo, com gols de Gabriela Luizelli e Mylena. No finalzinho da segunda etapa, Leticia Sanchez marcou o terceiro e levou a decisão para as penalidades.

O jogo

O Grêmio começou pressionando o Inter com lances de profundidade para Karina, Dani e Luana com a intenção de ampliar a vantagem obtida no jogo de ida no CFT Hélio Dourado. Aos 10 minutos, Karina abriu o placar se livrando das zagueiras coloradas e meteu a bola para o fundo da rede. A equipe de Tatiele Silveira conseguiu reagir rapidamente e aos 14 minutos Gabriela Luizelli empatava a partida. Com boas jogadas pelo lado direito de campo, ainda no primeiro tempo o Internacional virou o jogo com um gol de cabeça da jogadora Mylena.

No segundo tempo as donas da casa entraram em campo com ainda mais vontade de ampliar o placar e garantir que a decisão fosse adiante. Aos 42 da etapa final a colorada Letícia Sanchez marcou o terceiro gol da equipe, finalizando a partida por 3 x 1. A substituição mais importante veio nos últimos minutos, quando a técnica do Colorado tirou a goleira Luana, para a entrada da Fernanda Delazere, o grande destaque da partida defendendo 3 gols.

Nas penalidades, a equipe do Grêmio não foi efetiva, desperdiçando as cobranças com Karina, Luana e Tefa. Dani bateu para fora. A única jogadora gremista que passou pela defesa de Fernanda foi Rafa Ancheta. Pelo lado do Internacional, Rosana e Thais Marques converteram as batidas enquanto Renata e Mylena também desperdiçaram.

Internacional (2) 3 x 1 (1) Grêmio
Ficha Técnica
Local: Estádio Beira Rio, em Porto Alegre
Arbitragem: Mariana Caetano, auxiliada por Ariela Duarte e Estéfani Estrela.
Gols: Gabriela Luizelli 14’1T, Mylena 46’ 1T e Letícia Sanchez 42’ 2T (I); Karina 10’ 1T (G)

Internacional: Luana (Fernanda), Georgia (Thais Marques), Isadora, Renata, Leidiane (Gabi Costa), Tessa, Gabriela Luizelli (Dani Zanolla), Rosana, Mylena, Bianca Brasil e Paloma Merlo (Letícia Sanchez). Técnica: Tatiele Silveira.

Grêmio: Carol Aquino, Jissele (Jéssica Alves), Ariane, Carol Carioca (Beta), Carol Gomes (Rafa Ancheta), Taba (Tefa), Thiellen, Shasha, Karina, Dani e Luana. Técnica: Patrícia Gusmão.

Pênaltis
Internacional
1 Rosana – gol 1 x 0
2 Thais Marques – gol 2 x 0
3 Mylena – na trave 2 x 1
4 Renata – defendeu Carol Aquino 2 x 1

Grêmio
1 Karina – defendeu Fernanda 0 x 0
2 Luana – defendeu Fernanda 2 x 0
3 Rafaela Anchieta – gol 2 x 1
4 Tefa – defendeu Fernanda 2 x 1
5 Dani – para fora 2 x 1

Texto: Rafael Passos | Rádio Galera

FINAL ESTADUAL 2017

Neste sábado, acontece a partida final do Gauchão Feminino entre Sport Club Internacional​ x Grêmio FBPA​ no Estádio Beira-Rio.

Por ter vencido o primeiro jogo, o Grêmio joga pelo empate. Já as Gurias Coloradas, precisam vencer, por qualquer resultado, para levar a decisão para os pênaltis, pois na final, saldo de gol não é critério de desempate.

Entrada: Ingresso + 1kg de alimento
Abertura dos portões: 16h

Aquisição de ingressos e maiores informações deverão ser adquiridas junto aos clubes.

Torcida Internacional: Acesso portões 4 e 5
Torcida Grêmio: Acesso torre 14 – 400 ingressos disponíveis


PROCEDIMENTOS TORCIDA VISITANTE PARA O ACESSO AO ESTÁDIO BEIRA-RIO:

Lembramos que serão disponibilizados 400 (QUATROCENTOS) Ingressos à Torcida Visitante

Acesso  TORRE 14 : INGRESSO + 1 KG DE ALIMENTO, a partir das 16:00 Horas

NORMAS DE ACESSO ESTÁDIO BEIRA – RIO

É proibido o acesso de torcedores, no setor visitante, portando:

  • Instrumentos musicais de qualquer tipo e instrumentos que produzam volume excessivo de barulho, tais como megafones, sirenes, buzinas a gás, inclusive vuvuzelas;
  • Faixas, bandeiras, barras e cartazes;
  • Sinalizadores, fogos de artifícios, fumaças de lata/bastão, bobinas. Bastões, cassetetes, aparelhos de choque, tubos de gás, spray de espuma, outros engenhos pirotécnicos ou dispositivos que produzam efeitos similares;
  • Armas de fogo ou armas brancas (tesouras, facas, canivetes, revólveres e pistolas);
  • Máquinas fotográfica e filmadoras profissionais;
  • Pilhas sobressalentes;
  • Garrafas térmicas, cuia e bomba para chimarrão;
  • Garrafas, copos, jarras, latas ou qualquer outra forma de recipiente fechado de qualquer tipo que possa ser atirado e causar lesões, bem como outros objetos feitos de vidro ou qualquer outro material frágil, estilhaçável ou especialmente duro, embalagens tetrapak ou caixas térmicas duras;
  • Material escolar/escritório;
  • Instrumentos que emitam raios laser, apontadores a laser ou instrumentos similares;
  • Computadores pessoais (laptops);
  • Objetos cortantes, pontiagudos ou que possam colocar o público em risco;
  • Qualquer tipo de entorpecentes;
  • Animais de estimação de qualquer espécie;
  • Correntes e capacetes de motociclista e ciclista;
  • Guarda-chuva/sombrinha com ponta, guarda-sóis, cadeiras e banquinhos;

Todas as torcidas do GFPA estão proibidas de funcionamento pelo juizado do torcedor, portanto, não será permitido o acesso de qualquer tipo de material com identificação das mesmas.

A direção do GFPA se responsabiliza pelos atos de seus torcedores(as) presentes neste evento no estádio Beira Rio. Assim como, por qualquer dano ao patrimônio do clube.